A importância do Canal da Ética na era Home Office

O assédio moral, segundo o Tribunal Superior do Trabalho (TST) é “toda e qualquer conduta abusiva, manifestando-se por comportamentos, palavras, atos, gestos ou escritos que possam trazer danos à personalidade, à dignidade ou à integridade física e psíquica de uma pessoa, pondo em perigo o seu emprego ou degradando o ambiente de trabalho”.

Uma das mudanças mais evidentes que a pandemia trouxe para o mercado de trabalho foi o home office. De um dia para o outro, uma parcela significativa da população mundial precisou começar a trabalhar de casa e empresas e funcionários precisaram se adaptar.

Uma  análise feita por uma empresa de gestão de riscos sobre a evolução anual do registro de denúncias corporativas , 2020 teve  sua atenção voltada ao comportamento ético dos colaboradores em tempos de home office e distanciamento social promovidos pela pandemia da Covid-19. A pesquisa aponta que o teletrabalho reduziu as denúncias, mas este cenário foi temporário.

O levantamento, baseado em 106 mil registros feitos nos canais de denúncias de 347 empresas de diferentes portes e segmentos, constatou uma redução de 22,7% nas denúncias durante o segundo trimestre de 2020, período considerado de maior impacto da pandemia. Porém, ao final do ano, os relatos retornaram a patamares similares aos do início de 2020 e o ano fechou com elevação de 6,2% na quantidade de relatos em comparação a 2019.

Este comportamento mostra que o modelo de home office e o distanciamento social, mantidos por boa parte destas organizações ao longo de todo o ano, não inibem desvios de conduta no ambiente corporativo. Ou seja, após o choque inicial da pandemia, que mobilizou a atenção de todos, houve uma adaptação progressiva dos ofensores ao “novo normal”, indicando que o contato presencial não é um requisito para a prática de irregularidades.

No entanto, mais de dois anos depois, uma situação que parecia provisória dá sinais de que pode se tornar permanente, pois as pesquisas mostram o interesse de diversas empresas em continuar com o trabalho remoto, ou parcialmente.

O Canal de Ética, possui um papel fundamental para aproximar os colaboradores das iniciativas de Compliance da companhia, e com isso buscar conscientizar os colaboradores sobre comportamentos e práticas abusivas no ambiente de trabalho remoto.

Através de um Canal de Ética e Programa de Compliance estruturado, a empresa demonstrará a importância de um ambiente preocupado com a saúde física, mental e emocional de seus colaboradores.

Fontes: 

Federasul

LEC

RH para você

Portal3

Quer ler mais matérias sobre:

Voltar ao topo

Agende uma demonstração Grátis

Informe seus dados e aguarde um retorno de nosso especialista.

Agende uma demonstração Grátis

Informe seus dados e aguarde um retorno de nosso especialista.