Como a Inteligência Artificial influencia o compliance?

A IA é uma área na Ciência da Computação responsável por simular a inteligência e o comportamento humano usando apenas máquinas. E como a inteligência artificial influencia o compliance? Neste artigo contaremos tudo sobre isso!

Indo um pouco na contramão do imaginário comum estimulado pelos filmes de ficção científica, o objetivo da Inteligência Artificial é de executar atividades humanas desde as mais simples até as mais complexas, como dirigir um carro (você já ouviu falar dos carros autônomos?).

Ou seja, ela está mais no nosso dia a dia do que imaginamos!

Quando estamos comprando em algum site e nos deparamos com produtos recomendados – o famoso “Você também pode gostar de…” – ou até mesmo quando vemos alguns e-mails na caixa de spam, são exemplos claros de que a IA está entre nós há um bom tempo.

Sumário

De onde vem a inteligência artificial?

O termo ‘Inteligência Artificial’ surgiu em 1955, dito por John McCarthy, professor de matemática do Dartmouth College. Já no ano seguinte, ele organizou uma conferência sobre o assunto.

Um brainstorm de quase oito semanas de McCarthy junto a seus colegas, M. L. Minsky, N. Rochester e C.E. Shannon, ofereceu uma visão de futuro: os especialistas acreditavam na construção de computadores para desempenhar tarefas ligadas à cognição, incluindo abstração e uso de linguagem. 

“Todos os aspectos da aprendizagem — ou qualquer outra característica da inteligência — podem, em princípio, ser descritos tão precisamente que uma máquina será capaz de simulá-los”, resumia o programa.

O surgimento do Machine Learning

Em 1959, o termo Machine Learning — em português, aprendizado de máquina — surgiu pela primeira vez, descrevendo um sistema que dá aos computadores a capacidade de aprender algumas funções sem que sejam programados para tal fim. Traduzindo, alimentar um algoritmo com dados, para que a máquina aprenda a executar algo automaticamente.

Já em 1964, o mundo conheceu o primeiro chatbot. Era a ELIZA, criada por Joseph Weizenbaum no MIT. Ela conversava de forma automática usando respostas baseadas em palavras-chave e estrutura semântica e sintática.

Foram grandes os avanços ao longo da história, mas somente agora tivemos esse “boom”, devido à alta capacidade de processamento em nuvem que conquistamos há alguns anos. É claro: não podemos esquecer da grande quantidade de dados que temos disponíveis, formando o famoso Big Data.

Como será nossa vida daqui pra frente com a Inteligência Artificial?

A inteligência artificial é a mudança tecnológica mais poderosa da área da ciência da computação. Conectando diversos ambientes da vida como casa, trabalho, lazer, viagens e muito mais em uma única experiência. A IA não vai ajudar somente quando solicitamos, mas sim nos acompanhar, prever as necessidades, nos ajudar a tomar decisões e lembrar de tarefas importantes.

O fator é como estamos ensinando os computadores a pensar. Existem algumas ferramentas para esse ensino e alguns princípios tecnológicos necessários: a ciência da computação como Machine Learning, Deep Learning, Processamento de Linguagem Natural, dentre outros. 

Todas essas ferramentas juntas compõem a inteligência artificial e indicam um futuro em que nossas plataformas e sistemas terão inteligência suficiente para aprender com nossas interações e dados.

A inteligência artificial vai nos substituir?

O propósito dos avanços da Inteligência Artificial não é substituir o ser humano. O objetivo é inverso a esse! A intenção é a de que o homem atue junto à máquina ganhando agilidade e escalabilidade. Assim, podemos oferecer mais qualidade de vida e eficiência para a vida das pessoas.

As empresas vêm utilizando Inteligência Artificial para transformar a experiência de seus clientes. Como exemplo, temos o Nubank, que faz a análise de crédito e aumento de limite usando Machine Learning.

A análise é feita em segundos e o cliente já recebe a devolutiva – diferente do processo tradicional, que demora dias ou semanas.

Como a Inteligência Artificial influencia o compliance?

Uma das principais vantagens da I.A integrada aos programas de compliance é a otimização de processos. Como, por exemplo, o questionário inicial dos canais de denúncia, uma atividade muito operacional, que visa detalhar o conteúdo da manifestação. Neste caso, é possível colocar um robô para realizar o procedimento de forma mais ágil e eficiente.

A tecnologia coleta informações como o fato em si, envolvidos e respectivos cargos, local da ocorrência, infrações, falas apresentadas e dados objetivos sobre a situação. A partir disso, a equipe de compliance pode estabelecer as medidas necessárias para tratar a situação.

Quais são as vantagens do uso de Inteligência Artificial no compliance?

O uso de Inteligência Artificial no compliance permite otimizar processos e facilitar a rotina da equipe. Além disso, ele diminui os erros e o retrabalho no fluxo de atividades de gestão da conformidade.

Outro ponto importante, é que a Inteligência Artificial pode ser aplicada em um processo inicial de coleta de dados na denúncia ou em outros procedimentos. Porém, ela não substitui o fator humano. Necessariamente, os profissionais de compliance precisam estabelecer entrevistas no processo de investigação e outras atividades. Mas, em termos de facilitar a fase operacional inicial, o ganho de usar a I.A. é bastante relevante.

A tecnologia também pode ser utilizada na otimização do gerenciamento de documentos e nos controles internos, por exemplo, com soluções de processamento de dados, como o Big Data. São várias possibilidades que facilitam a revisão de documentos e registros e proporcionam ótimos resultados para o setor de compliance.

Os Benefícios da inteligência artificial para a sociedade

Um relatório recém-publicado por um grupo de cientistas da Universidade de Stanford traçou um panorama detalhado do impacto da IA em nossas vidas em um futuro próximo. Os resultados do estudo mostram que, dentro de 14 anos (ou seja, em 2030), a IA será algo extremamente comum e incorporado à nossa vida cotidiana.

Entretanto, já é possível reconhecer alguns benefícios desse tipo de tecnologia nos dias de hoje. Quando se fala do campo do entretenimento, a presença da IA é bastante fácil de ser reconhecida. Jogos de futebol, em que cada jogador possui características muito específicas e extremamente semelhantes aos jogadores “reais”, são um bom exemplo.

Além disso, a inteligência artificial está presente até mesmo em detalhes que não costumamos perceber como sendo pertencentes a esse tipo de tecnologia — como máquinas fotográficas capazes de detectar o sorriso de quem está sendo focado e corretores ortográficos que identificam erros semânticos em frases e sugerem modificações.

No entanto, a IA vai além de apenas proporcionar boas experiências e momentos às pessoas. Como um exemplo mais “aplicado” e destinado à melhoria da qualidade de vida da população, podemos citar o fato de que alguns bancos brasileiros já começam a instalá-la com o objetivo de facilitar a vida de seus clientes.

Por meio da implantação do comando por voz em seus aplicativos para smartphones e tablets, será possível fazer qualquer tipo de transação financeira apenas “falando” com a ferramenta, sem a necessidade de senhas nem chave de segurança.

Isso porque a tecnologia de IA aplicada nesses sistemas é capaz de reconhecer a voz de cada cliente por meio da decodificação de padrões, descobrimento de hábitos e interpretação de comandos específicos. E o melhor: o sistema, denominado computação cognitiva, é absolutamente seguro e já utilizado por outras instituições financeiras ao redor do mundo.

Leia Também

A tecnologia de computação cognitiva está em plena ascensão e se baseia, principalmente, na capacidade de computadores ou máquinas de cruzar volumes imensos de dados e, por meio deles, gerar análises e respostas por conta própria. Em outras palavras, são dispositivos tecnológicos capazes de pensar e raciocinar.

Especialistas afirmam que a utilização cada vez maior da inteligência artificial no mercado financeiro trará muitas vantagens. Melhorias no atendimento e no relacionamento entre companhias e seus clientes, bem como a diminuição do tempo gasto por cliente em ser atendido e o aumento da eficiência operacional das empresas figuram entre as principais.

Contudo, engana-se quem pensa que os benefícios dessa tecnologia se restringem apenas a bancos e ao mercado corporativo. Até mesmo na área da saúde a IA já está sendo utilizada.

Ao relacionar e analisar o histórico de determinado paciente com sua lista de sintomas e toda a literatura médica disponível na internet sobre o assunto, ferramentas de inteligência artificial já presentes em alguns hospitais de ponta permitem que médicos possam diagnosticar doenças com um nível muito maior de precisão e rapidez.

Se já estamos nesse patamar, o que o futuro nos reserva? O mesmo estudo de Stanford citado acima prevê melhoras significativas em nossa economia e qualidade de vida graças ao desenvolvimento e expansão da IA em um futuro bem próximo.

Veículos inteligentes, máquinas robóticas especializadas na limpeza de ambientes, sistemas interativos de educação e ensino de idiomas, mídias de entretenimento mais envolventes e interativas e softwares capazes de analisar padrões criminosos e aumentar a segurança são apenas alguns dos tipos de IA que devem fazer parte de nossa vida em pouquíssimo tempo.

Apesar de gerar alguns tipos de controvérsias entre cientistas e especialistas no assunto — e da necessidade óbvia de esclarecer e discutir esse assunto com a população —, o objetivo de todas essas tecnologias é o aumento da qualidade de vida da raça humana como um todo.

Conclusão

A inteligência artificial é um ramo da ciência que, a cada dia, está mais presente em nossa rotina. Como você pôde perceber, essa tecnologia (que está sendo aprimorada constantemente), pode ser encontrada tanto em entretenimento quanto em questões muito relevantes como saúde e segurança.

Assim, estar por dentro desse assunto — entendendo como a inteligência artificial será capaz de mudar totalmente nossa vida, nossa economia e nossas relações de trabalho em um futuro bastante próximo — é essencial para todos aqueles que desejam manter suas empresas com potencial competitivo, garantindo sua sustentabilidade.

Os sistemas de informação oferecem grandes possibilidades para facilitar os processos de avaliação, análise e revisão de documentos. E neste contexto, a Inteligência Artificial, tem grande potencial para simplificar a rotina complexa de trabalho realizada pelas equipes que zelam pela conformidade no negócio.

Você está preparado? Gostou desse conteúdo? Acha que ele foi útil para você? Então compartilhe-o em suas redes sociais e contribua para que a discussão sobre esse assunto chegue a mais pessoas interessadas!

Siga a Be em suas redes sociais, estamos toda semana postando conteúdos incríveis.

Referências

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Quer ler mais matérias sobre:

Voltar ao topo

Agende uma demonstração Grátis

Informe seus dados e aguarde um retorno de nosso especialista.

Agende uma demonstração Grátis

Informe seus dados e aguarde um retorno de nosso especialista.